2017

2017

domingo, 17 de dezembro de 2017

JOHNNY RIVERS - THE BEST OF (2008) REPOST

Para uma postagem de final de domingo, resgato uma antiga postagem do início do blog, mais precisamente do dia 12 de novembro de 2011, onde o protagonista é o eterno Johnny Rivers.  Assim, repito o que escrevi naquela data:

Em 1973, eu ouvi pela primeira vez a canção Baby I Need Your Lovin, na voz inconfundível de Johnny Rivers. Gostei tanto que fui atrás dos discos. Adquiri vários compactos simples e duplos em vinil. A sua interpretação para músicas já conhecidas sempre me agradavam pela forma simples e despojada de cantar. Canções tais como A Whiter Shade of Pale, Do You Wanna Dance, Poor Side of Town, Summer Rain, Secret Agent Man, sempre tocarão nos meus “players”.

Johnny Rivers ou simplesmente John Henry Ramistella, nasceu em Nova York, no dia 7/11/1942. É cantor, compositor, guitarrista e produtor. Começou a tocar guitarra as oito anos de idade e logo em seguida formou a sua banda “The Spades”, realizando a sua primeira gravação aos 14 anos.

Em 1964, Elmer Valentine, proprietário do clube Whisky a Go Go, ofereceu a Johnny Rivers um contrato de uma ano para que este cantasse em seu clube, recém-inagurado em Hollywood (California). O novo clube abriu três dias antes do grupo The Beatles lançar "I Want To Hold Your Hand", que consolidou o que se passou a chamar de "Invasão Britânica". 

Mas Johnny Rivers era tão popular que o produtor Lou Adler decidiu lançar Johnny Rivers Live At The Whiskey A Go Go, álbum ao vivo que alcançou o 12º na lista da Bilboard - e a canção "Memphis" (um cover de Chuck Berry) chegou ao segundo lugar na parada norte-americana. Johnny Rivers tinha criado o estilo musical Go Go (que incluiria também dançarinas).

Já em 1966, Rivers seguiu gravando canções, especialmente ao vivo, como "Maybellene" (outro cover de Chuck Berry), "Mountain of Love", "Midnight Special" e "Seventh Son", todas elas tornaram-se hits

A partir de 1966, Rivers adotou um estilo mais peculiar, mas seguiu produzindo sucesso como "Poor Side of Town" (sua única canção a atingir o primeiro lugar na parada norte-americana da Billboard) e "Secret Agent Man". 


Outras canções populares desta nova fase do cantor foram "Summer Rain", "Baby I Need Your Lovin'" e "The Tracks of My Tears" (um cover de Smokey Robinson & The Miracles) - todas elas caracterizadas por sua voz suave e comovente.


Durante os anos 1970, Johnny Rivers seguiu produzindo mais sucessos de crítica, como Rockin' Pneumonia - Boogie Woogie Flu, Help me rhonda (cover dos The Beach Boys) e Blue Suede Shoes (cover de Carl Perkins), mas os álbuns não vendiam tão bem quanto na década de 1960. Seu último sucesso foi Swayin' to the music (Slow dancing), lançado em 1977.

A partir dos anos 1980, embora sua música já não tivesse tanto sucesso como nas décadas anteriores, Johnny Rivers continuou realizando apresentações ao vivo, entre 50 a 60 shows por ano. Vendeu mais de 25 milhões de discos em toda sua carreira e teve 9 de suas canções incluídas entre as 10 melhores da Bilboard e 17 delas entre as 40 melhores.

Além de Poor side of town, Secret agent man, Summer rain e Baby, I need your lovin, outras canções agradaram mais ao público brasileiro do que ao norte americano, como It's to late, By the time I get to Phoenix, Do you wanna dance?, uma regravação de You've lost that lovin feelin, do grupo "Righetous Brothers", que não fez sucesso nos Estados Unidos e cuja popularidade no Brasil, o próprio Johnny Rivers estranha.

O seu álbum de maior sucesso no Brasil foi "Realization", que chegou a ser o segundo mais vendido em 1968, somente superado pelos Beatles.

Fonte: Wikipedia, 11/2011)

Para homenageá-lo, postamos uma coletânea, intitulada "The Best Of", que originalmente foi lançada nos Estados Unidos, em 1975, com os selos Liberty e United Artists. Entretanto, refizemos essa coletânea, excluindo algumas canções e incluindo outros sucessos, não constantes na edição original. 


Para completar, adicionamos uma rara canção,  That’s My Baby, da fase inicial do cantor, pouca conhecida do público brasileiro. Espero que gostem. 


A compilação LaPlaya Music contém as seguintes músicas:  


1. That’s my baby; 
2. Baby I need Your lovin; 
3. Do you wanna dance; 
4. A whiter shade of pale; 
5. California dreamin; 
6. It´s to late; 
7. Poor side of Town; 
8. Summer rain; 
9. Where have all the flowers; 
10. Secret Agent man; 
11. When a man loves a woman; 
12. By the time I get to Phoenix; 
13. The way w live; 
14. Cupid; 
15. Hey Joe; 16. Swain to the music; 
17. The tracks of my tears; 
18. Sunny; 
19. Rhytm of the rain; 
20. Mother and child reunion; 
21. Brown eyed girl;
22. Be my baby (Bônus);
23. Dreamer (Bônus).
























Links:







sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

THE NOLANS AND FRIENDS - TV CM HITS COLLECTION (1992) JAPAN

Nesta postagem, apresentamos o álbum "The Nolans And Fiends - TV CM Hits Collection", que foi lançado no Japão, em 1992, pela Teichiku Records, com selo Overseas Records.

O disco contém apenas três canções interpretadas pelo grupo irlandês The Nolans e outras onze cantadas por diversos artistas.  

Para quem não conhece, The Nolans é uma banda de origem irlandesa formada em 1974, composta inteiramente por mulheres. No começo, suas integrantes eram de uma mesma família, sendo inicialmente denominada Nolan Sisters. Posteriormente, foi mesclando a sua formação.

Sua duração se estendeu de 1974 a 2005, se reunindo novamente em 2009 e posteriormente se apresentando de forma ocasional. 

Atingiu sucesso com a canção "I'm In the Mood for Dancing", lançado em 1979, alcançando o top 3 no Reino Unido e Japão, que as levou a diversos programas de televisão, principalmente no Japão, aumentando a popularidade do grupo.


Cinco das irmãs, Anne, Denise, Maureen, Linda e Bernie, se tornaram artistas convidados regulares em inúmeros programas de televisão no Reino Unido na década de 1970 e apoiaram Frank Sinatra em sua turnê europeia de 1975.

A compilação é composta das seguintes canções e intérpretes: 

1. Reach out I'll be there (The Nolans);
2. Stand by me (Ben E. King);
3. Unchained melody (The Platters);
4. Because I love you (The Nolans);
5. Sailing (The Nolans);
6. Only you (The Platters);
7. A white shade of pale (Procol Harum);
8. Ellie my love (The Platters);
9. Get it on (T. Rex);
10. Georgia on my mind (James Brown);
11. dock of the bay (Sam & Dave);
12. Long tall Sally (Litte Richard);
13. Simon says (1910 Fruitgum);
14. You are so beautiful (Joe Cocker).































Links:







SAX SERTANEJO - ZAN COMUNICAÇÃO (SEM DATA)

Para quem gosta de musica sertaneja, desta vez postamos um disco instrumental de saxofone, lançado pela Zan Discos, com o selo Brasidisc.
Apesar de gostar muito de musica instrumental e orquestras, não tive boa receptividade para esse trabalho. Sinceramente, não gostei dos arranjos, principalmente dos teclados. 

Além disso, outro ponto que aumenta a crítica é quanto a postura da gravadora, que se preocupa em informar quem foi o produtor fonográfico, o diretor geral, o marketing e o designer de art e não informa quem foi ou foram o(s) musico(s) que participaram do trabalho e nem tampouco alguma informação técnica. É muita desconsideração com o(s) artista(s).

Independentemente disso, segue para conhecimento. O disco contém as seguintes canções:

1. Um homem quando ama (Have your ever really loved a woman);
2. Pão de mel;
3. Foi a primeira vez;
4. Quando a gente ama demais;
5. Loucuras de amor;
6. Não precisa perdão;
7. Estou apaixonado (Estoy enamorado);
8. Depois do seu adeus;
9. Na hora H;
10. Eu juro (I swear);
11. O que a vida faz comigo;
12. O que é que a gente não faz por amor.




















Links:




quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

MARMALADE - BACK ON THE ROAD (1981 BRASIL) - REPOST

Atendendo a pedidos, reapresentamos o álbum "Back on The Road", da banda escocesa Marmalade, postado aqui no blog em 06/janeiro/2011. 

Para quem não conhece, Marmalade é uma banda de pop rock, formada em 1961, por Dean Ford (vocais), Junior Campbell (guitarra, vocais), Graham Knigh (baixo, vocais), Pat Fairlie (guitarra rítmica, baixo) e Alan Whitehead (bateria). 

Inicialmente adotaram o nome "The Gaylords" e posteriormente "Dean Ford and the Gaylords", em seguida como The Marmalade, até decidirem definitivamente por "Marmalade".

O período de grande sucesso do grupo ocorreu entre o final da década de 1960 até meados doa anos 1970, quando emplacaram diversos hits nas paradas musicais do Reino Unido e posteriormente Europa e demais países. Emplacaram sucessos tais como: Reflections on my life, Rainbow, My little one, entre outros. Mesmo sem contar com nenhum dos integrantes originais, a banda continua a gravar e a se apresentar ocasionalmente.

O álbum desta postagem, mostra alguns sucessos da trajetória da banda. Foi lançado no Brasil, em 1981, pela gravadora Polygram, com o selo London.

O disco contém as seguintes faixas:

1. Back on the road; 
2. My little one; 
3. Carolina on my mind; 
4. Sarah; 5. Life is; 
6. Kaleidoscope; 
7. Cousin Norman; 
8. Reflections on my life; 
9. Rainbow; 
10. Lovely nights; 
11. Ride boy ride; 
12. And yours a piece of mine; 
13. Bad weather; 
14. Radancer.























Links:






AGNALDO RAYOL - SELEÇÃO DE OURO - VERSÃO LAPLAYAMUSIC - VOLUME 1 (2009)

Considero o cantor Agnaldo Rayol como um dos melhores cantores da musica brasileira, principalmente no que se refere ao recurso da voz. Sua discografia é considerada de altos e baixos, em termos de repertório.

Recentemente, o blog http://bugrim.blogspot.com.br, do amigo Luis Alberto Gomes (Bugrim) postou um disco interessante, lançado em 1968, pela gravadora Copacabana, intitulado "As Minhas Preferidas", onde são apresentadas as musicas preferidas do ex presidente militar Arthur da Costa e Silva, tendo sido criticado por uma ala da música brasileira, que se manifestava contra o militarismo.

Apesar desse controverso, as interpretações são muito boas. Para complementar essa postagem do Bugrim, aproveito para incluir em nosso post, uma seleção versão LaPlayaMusic, dos maiores sucessos deste cantor. Para os fãs, espero que gostem.

A nossa compilação, volume 1, buscou os sucessos populares que fizeram sucesso nas paradas executadas pelas rádios, complementando o álbum lançado no Brasil, em 1995, pela gravadora Movieplay, a seguir listadas:

1. Quero lhe dizer cantando;
2. Queria; 
3. A noiva;
4. A tua voz (Plus je t'entends);
5. O princípio e o fim (Ma vie);
6. A praya (La playa);
7. Acorrentados (Encadenados);
8. E a vida continua;
9. Carolina;
10. Livre (Born free);
11. Não mereço você (No son degno di te);
12. Todos os caminhos (My way);
13. Modinha;
14. Eu sonhei que tu estavas tão linda;
15. Estrada do sol;
16. O amor é tudo (Love is all);
17. De joelhos (De rodillas);
18. Canta Brasil;
19. Ave Maria no morro;
20. Não volto nunca mais (Rock and roll lullaby);
21. O fim (The end);
22. Agradeço a vida (Gracias a la vida).









Links:







BOSSA JAZZ - VOLUME 2 - 1962-73 (2011)

Em complemento a postagem anterior, apresentamos o Volume 2, do box "Bossa Jazz -  The Birt of Hard Bossa, Samba Jazz And The Evolution of Brazilian Fusion 1962-73", lançado na Inglaterra, em 2011, pelo selo Soul Jazz Records. 

A seleção do volume 2 é composta das seguintes canções:

1. Slick - Tamba 4;
2. Batucada - Luis Carlos Vinhas;
3. Bebe - Eumir Deodato;
4. Das tardes mas sos - Paulo Moura;
5. Ritmica - Quinteto Villa Lobos;
6. Mulher rendeira - Meirelles;
7. Para Lennon e McCartney - Zimbo Trio;
8. Fica mal com Deus - Quarteto Novo;
9. Patumbalacunde - João Donato;
10. California soul - Tamba 4;
11. Consolação - Tenorio Jr.;
12. Like a rainy night - Salinas;
13. Zazueira - Balanço Trio;
14. Rosa flor - Baden Powell.



















Links:







terça-feira, 12 de dezembro de 2017

BOSSA JAZZ - VOLUME 1 - 1962-73 (2011)

Há tempos atrás, adquiri dois discos interessantíssimos de bossa nova, não lançados no Brasil e que resolvi postá-los, um de cada vez. Vale a pena ouví-los.

Trata-se dos álbuns "Bossa Jazz - The Birth of Hard Bossa, Samba Jazz And The Evolution of Brazilian Fusion 1962-73 - Volumes 1 e 2", lançado na Inglaterra, em 2011, pelo selo Soul Jazz Records.

A seleção do primeiro volume é composta pelas seguintes faixas:

1. Samblues - Sambalanço Trio;
2. San Salvador - Tamba 4;
3. Xibaba - Airto Moreira;
4. Canto de Ubiratan - Sergio Mendes;
5. Berimbau - Dom Um Romao;
6. Capoeira - Walter Wanderley;
7. Anoiteceu - Zimbo Trio;
8. A3 - Som Imaginário;
9. Neurotico - Sergio Mendes;
10. Solo - Meirelles e Os Copa 5;
11. Tamba in 7/4 - Airto Moreira;
12. Primitivo - Milton Banana;
13. Stone flower - Antonio Carlos Jobim;
14. Improviso negro - Sambalanço Trio;
15. Vim de Santana - Quarteto Novo;
16. Vento bravo - Edu Lobo.




















Links:







segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

JOHNNY MATHIS - TEMA DE AMOR DE "ROMEO E JULIETA (1969) - EDIÇÃO BRASIL - REPOST

Na primeira postagem do mês de dezembro, atendendo a pedidos, reapresento o álbum de Johnny Mathis, intitulado "Tema de Amor de Romeo e Julieta", lançado no Brasil, em 1969, pelo selo CBS, da gravadora Columbia, com produção e arranjos de Robert Mersey.

O disco traz a canção sucesso A Time For Us, tema do filme "Romeu e Julieta". Além dessa bela música, também recomendo ouvir as canções Aquarius / Let the sunshine in Yesterday When I Was Young.  É um dos meus discos preferidos. 

A seleção é composta das seguintes músicas:

1. A time for us (tema de amor do filme Romeu e Julieta);
2. Aquarius / Let the sunshine in;
3. Without her;
4. I'll never fall in love again;
5. Live for life;
6. We;
7. Didn't we;
8. Love me tonight;
9. The windmills of your mind;
10. the world I threw away;
11. yesterday when I was young.



















 Selo (Label) - Edição Brasil 1969




 Selo (Label) - Edição USA 1969


Links:






quinta-feira, 30 de novembro de 2017

FRANCK POURCEL E SUA GRANDE ORQUESTRA - E UM MUNDO DE MELODIAS - VOL. 7 - BRASIL (1968)

Após uma pausa, retornamos as nossas postagens. Desta vez, apresento um raríssimo álbum instrumental da Orquestra de Franck Pourcel, intitulado "E Um Mundo de Melodias - Volume 7", que acredito ainda não ter sido postado na internet.

Esse disco com essa seleção específica foi lançado somente no Brasil, em 1968, pela gravadora Odeon. As faixas que compõem esse álbum foram extraídas de vários discos lançados na sua origem, França.

Como já citei anteriormente, aprecio muito a Orquestra de Franck Pourcel, principalmente pelos arranjos de cordas, que costumava caracterizar essa orquestra. Também prefiro os discos do período 1960 a meados de 1970.

As músicas que compõem esse disco são as seguintes:

1. Quando m'inamoro;
2. The ballad of Bonnie and Clyde;
3. La, la, la (1º Premio Eurovisão 1968);
4. Esta tarde vi llover;
5. L'amour te ressemble;
6. Crescendo;
7. Nights in white satin;
8. Les cerisiers sont blancs;
9. Congratulations  (2º Premio Eurovisão 1968);
10. Digan lo que digan;
11. Days of pearly spencer;
12. In ruisseau de mon enfance.
















Links: