2017

2017

sexta-feira, 30 de junho de 2017

REGGAE - CLASSIC SONGS INNA REGGAE STYLE - 1994

Para os fãs de Reggae, apresentamos mais uma coletânea de músicas populares em estilo reggae. Certamente, não é o que os fãs mais radicais gostariam. Mas é mais para conhecer como ficaram essas canções nesse estilo.

O álbum em questão foi lançado no Brasil em 1994, pela gravadora EMI e contém as seguintes canções:

1. Summer in the city (Joe Cocker);
2. Johnnie B. Goode (Peter Tosh);
3. Wild world (Maxi Priest);
4. Just another day in paradise (Dennis Brown);
5. She's woman (Scritti Politte & Shaba Ranks);
6. Louie Louie (Toots & The Maytals);
7. On and me (Aswad featuring Sweeter Irie);
8. Now that we've found love (Third World);
9. Tears of clown (The Beat);
10. Some guysn have all the luck (Junior Tucker);
11. The tide is night (Blondie);
12. Knock on wood (Toots Hibbert);
13. (You gotta walk) Don't loock back (Peter Tosh & Mick Jagger);
14. Crazy love (Maxi Priest);
15. Dock of the bay (Dennis Brown);
16. Everything I own (Boy George);
17. Baby I need your lovin' (The Heptones);
18. Minnie the moocher (Reggae Philharmonic Orchestra).














Links:






quinta-feira, 29 de junho de 2017

BAILE DE BROTOS - VÁRIOS NACIONAL - VOLUME 3 - 2012 - REPOST

Nesta repostagem, vamos resgatar mais algumas canções do início da Jovem Guarda, algumas interpretadas por artistas pouco conhecidos ou até totalmente esquecidos, que ficaram perdidos no tempo. 

Nesta compilação, intitulada "Baile de Brotos - Volume 3,  destacam-se várias canções de intérpretes que muitos desconhecem. Podemos citar Os Canarinhos Liceanos, com a música Olhando Para o Céu (Sukiaki) ou Mestre Jack, com Os Acadêmicos ou A Nossa Felicidade (Happy Together), com The Hangmen ou a versão italiana da música Eu Daria a Minha Vida, composição de Martinha ou Judy Vidrada em Mim (Judy in disguise), com Santos Dumont ou a incrível versão em inglês composição de Roberto e Erasmo Carlos, de Jesus Cristo, cantada pelo paranaense Cristiano, que muitos conhecem como Cris MaClayton e para finalizar a canção O Amor Nasceu (Every Woman in The World), versão de um sucesso da banda Liverpool Express. 

Espero que apreciem essa compilação do blog LaPlayaMusic e se possível vamos preparar o volume 4. Sugestões são sempre bem vindas. 

As músicas que compõem a seleção deste do disco são as seguintes:

1. Algo Errado – Robson Gil; 
2. Jovem Demais – Betinha; 
3. Canção do Mar – Black Out; 
4. Lá Muito Além (Five Hundred Miles) - Trio Irakitan; 
5. Porque Aos Domingos (La Partita di Pallone) - Dois Tons; 
6. Olhando Para o Céu (Sukiaki) – Os Canarinhos Liceanos; 
7. Escuta Meu Bem – Wanderley Cardoso; 
8. A Partida – Os Iguais; 
9. Rostinho Triste (I’ve Got That Feeling) - Os Vips; 
10. A Noite Que Passou (The Night Before) - Os Santos; 
11. Canção do Amor Que Não Viveu – Trio Ternura; 
12. Mestre Jack (Master Jack) – Os Acadêmicos; 
13. Não me Diga Adeus Agora – Cleide Alves; 
14. A Longa Espera – Enza Flori; 
15. Menti Para Você – Diana; 
16. Ao Meu Amor (To Sir With Love) – Nelson Ned; 
17. A Nossa Felicidade (Happy Together) – The Hangmen; 
18. Io Darei La Vita Mia (Eu Daria Minha Vida) – Martinha (*); 
19. Judy Vidrada em Mim (Judy in Disguise) – Santos Dumont; 
20. Não Quero Mais Amar (I’ll Never Fall in Love) – Nelson Ned; 
21. Jesus Cristo – Cristiano (**); 
22. Sempre Haverá Um Novo Dia (The Morning After) – Wanderley Cardoso; 
23. Querida (Cherie Sha La La) – Os Selvagens; 
24. Parece Que Foi Ontem – Antonio Marcos; 
25. O Amor Nasceu (Every Woman in The World) – Flávio e Ederly; 
26. As Folhas Mortas (Les Feuilles Morts) – Klebe Satri 1988 (***)

Obs: 
(*) Em italiano c/ Iller Pattacini e Sua Orquestra;
(**) Em Inglês; 
(***) Gravações Inéditas, Não Lançadas em Disco














Links:







terça-feira, 27 de junho de 2017

LOVE UNLIMITED - UNDER THE INFLUENCE OF... - 1976

Nesta postagem apresento um trio vocal feminino que aprecio muito e que deu um toque especial nas músicas do cantor, compositor e maestro Barry White. 

O trio vocal feminino Love Unlimited foi criado como grupo de apoio para o cantor americano de Rhythm & Blues / Soul, Barry White, em seus álbuns e shows. Na sequência, obtiveram sucesso ao lançar as suas próprias gravações, passando a ter uma carreira própria.

Formado em 1969, o grupo incluiu a futura esposa de Barry White, Glodean James, sua irmã, Linda James e sua prima Diane Taylor (que morreu de câncer em Pomona, Califórnia, em 29 de novembro de 1985, aos 38 anos).

Seu primeiro hit foi a canção Walkin’ in the Rain with the One I Love, lançado  em 1972. Ela alcançou o número 14 no Billboard Hot 100, número 7 no Cash Box Top 100 e 6 no Best Selling Soul Singles Chart.

Essa mesma canção também foi bem sucedida no Reino Unido, atingindo o número 14 no UK Singles Chart, vendendo mais de um milhão de cópias e recebendo um disco de ouro pela RIAA em julho de 1972.

Em 1975, pela primeira e única vez, Love Unlimited obteve o primeiro lugar, com a canção I Belong to You, que passou uma semana no topo do Best Selling Soul Singles Chart. Em seguida, também alcançou o número 27 no Billboard Hot 100.

Em 1973, quando seu álbum intitulado "Under the Influence of...", o trio Love Unlimited atingiu o número 3 na parada da Bilboard Pop Albums, tornando-se o primeiro grupo feminino a ter um disco no top 5, desde o álbum "Greatest Hits - Vol. 3" de Diana Ross e The Supremes, no ano de 1970.

Assim, apresentamos para os amigos do blog o álbum " Under The Influence Of...", lançado originalmente nos Estados Unidos, em 1973 e no Brasil, em 1976, pela gravadora Phonogram, com o selo 20TH Century Records. Na Alemanha e em outros países da Europa o mesmo álbum foi lançado com o selo Philips.

A música destaque deste disco é sem dúvida a famosa Love's theme, em formato instrumental. Em minha humilde opinião, considero para a época, um som inovador e me aguçou o swing apresentado por Barry White e orquestra, incluindo o trio Love Unlimited.

Todas as músicas desse disco foram compostas por Barry White e são as seguintes:

1. Love's theme (instrumental);
2. Under to influence of love;
3. Lovin' you, that's all I'm after;]
4. Oh! love, well we finally made it;
5. Say it again;
6. Someone really cares for you;
7. It may be winner outside (but in my heart it's spring);
8. Yes, we finally made it. 




 Capa (Front) Edição Phonogram / 20Th Century Records - Brasil 1976





 Capa (Front) Edição Philips - Germany 1973





 Contracapa (Back) Edição Phonogram / 20 Th Century Records - Brasil 1976






 Contracapa (Back) Edição Philips - Germany 1973




 Selo (Label) Edição Phonogram / 20 Th Century - Brasil 1976




 Selo (Label) Edição Philips - Germany 1973





Links:







domingo, 25 de junho de 2017

PAUL MAURIAT - VOLUME 1 - EDIÇÃO BRASIL - 1966 - REPOST

O blog LaPlayaMusic iniciou suas postagens em 2011 e neste período, fora apresentados mais de 290 orquestras, sendo 53 da Orquestra de Paul Mauriat.

Infelizmente, a maioria das postagens de Paul Mauriat tiveram o seus links desativados unilateralmente e devido a quantidade já postado no blog, fica difícil atualizá-los imediatamente. Por isso, que sempre recomendamos para os amigos do blog, que tenham acesso em pelo menos 30 dias.

Mas nem tudo está perdido para quem ainda não teve oportunidade de ter esse material. Ainda existem vários blogs que replicaram o nosso material e estão por aí disponíveis.

Em todo caso, atendendo a muitas solicitações, vamos iniciar as repostagens desses álbuns de Paul Mauriat, principalmente os que foram lançados no Brasil. O diferencial em relação a outros blogs é que sempre incluímos algumas faixas bônus, do mesmo ano, que não foram lançados na versão brasileira.

Assim, nesta postagem iniciamos com o primeiro exemplar da discografia brasileira, que possui a mesma capa da versão lançada na França. O álbum foi lançado em 1966, pela Phonogram, com o selo Philips. 

Desse disco destaco as músicas  Mourir ou Vivre, Notcturne, Aline e Mercie Cherie. Também chama atenção nesse disco, por duas composições dos Beatles em um único disco, considerando que Paul Mauriat deve ter lançado não mais de 14 músicas deles. 

O Volume 1, contém as seguintes faixas:

1. Mourir ou vivre; 
2. Potemkine; 
3. Michelle; 
4. Chez nous; 
5. Girl - je t'aime; 
6. Nocturne; 
7. O silêncio; 
8. Aline; 
9. My love - mon amour; 
10. Mercie Cherie; 
11. Ce soir je t'attendas; 
12. Une meche de cheveux; 
13. A taste of honey; 
14. Mon credo

+ Bônus LaPlayaMusic:

15. Mon credo - com Mireille Mathieu;
16. Bang bang - My baby shot me down;
17. I waited for you (Ce soir je t'attendais);
18. Non, je n'ai pas oublie.




















Links:






SIXTIES MIX #1 - 30 NON-STOP SIXTIES GREATS - ORIGINAL ARTISTS - 1995


Acompanhando a postagem do dia 21/junho/2017, apresentamos mais um álbum de remixes, compilando 30 grandes sucessos dos anos 1960, em formato "Non-stop", interpretados com os artistas e grupos originais ou os com novos integrantes.

O disco foi lançado na Inglaterra, em 1995, pela gravadora Ktel e a compilação contém as seguintes canções:

1. Speedy Gonzales (Pat Boone);
2. The twist (Chubby Checker);
3. Wild one (Bobby Rydell);
4. Swingin'  school (Bobby Rydell);
5. Good golly Miss Molly (Swinging Blue Jeans);
6. Let's have a party (Wanda Jackson);
7. Pipeline (The Chantays);
8. Hats off to Larry (Del Shannon);
9. Let's twist again (Chubby Checker);
10. Bread and butter (The Newbeats);
11. Here comes my baby (The Tremeloes);
12. One fine day (The Chiffons);
13. I'm the one (Gerry and The Pacemakers);
14. Peppermint twist (Joey Dee and The Starliters);
15. Mr Bass man (Johnny Cymbal);
16. You were on my mind (Crispian St. Peters);
17. Up on the roof (The Drifters);
18. Volare (Bobby Rydell);
19. Deep purple (Nino Tempo);
20. Sheila (Tommy Roe);
21. Corinna, Corinna (Ray Peterson);
22. Hey! baby (Bruce Channel);
23. Do you want to know a secret? (Billy J. Kramer);
24. Saturday night at the movies (The Drifters);
25. Keep searchin' - We'll follow the sun (Del Shannon);
26. Save the last dance for me (The Drifters);
27. Runaway (Del Shannon);
28. Hippy, hippy shake (Swinging Blue Jeans);
29. Surf city (Jan and Dean)
30. Little old lady from Pasadena (Jan and Dean)















Links:






sábado, 24 de junho de 2017

PETER THOMAS & THE SPIRITUALS - FESTINHA LEGAL - 1968

O álbum desta postagem se intitula "Festinha Legal", do organista Peter Thomas e o grupo The Spirituals

Apesar dos nomes em inglês, os músicos são brasileiros. De acordo com o amigo do blog Paulo Castelo Branco, Peter Thomas, é um nome artístico utilizado pelo músico acordeonista/organista Pedro Áureo Tomaz.

Ele lançou vários álbuns no formato Longplaying - Lp's, utilizando pseudônimos diversos para o seu conjunto, tais como: "Peter Thomas & seu Conjunto Psicodélico", "Peter Thomas & The Spirituals", Peter Thomas & his Philharmonic Beat Sound" e Peter Thomas & seu Conjunto".

Segundo o blog Toque Musical, os mesmos participavam ativamente de bailes nos anos 1960. 

O disco foi lançado no Brasil, em 1968, pela pequena gravadora RioSom, com distribuição da Codil Discos. A seleção musical inclui canções que eram sucesso na época, tanto estrangeiras, quanto da Jovem Guarda, a seguir listadas:

1. A praça (Com vocal do Trio Copacabana);
2. Bus stop / Last train to Clarksville;
3. Tico tico no fubá;
4. You do something to me / It had to be you;
5. Got to get you into my life; 
6. Festinha legal (Com Tony Ralph);
7. Peter Gun;
8. O bom rapaz;
9. O chorão (Com Tony Ralph);
10. Mamãe, ele esta de olho em mim;
11. Pergunte ao vento / Monday, monday;
12. Vem quente que estou fervendo.













Links:
  




ALYN AINSWORTH - PLAYS EASY MOTOWN - 2003

O músico, cantor e maestro britânico Alyn Ainsworth nasceu em Bolton, Lancahire, no dia 24 de agosto de 1924 e morreu em Londres no dia 4 de outubro de 1990, aos 66 anos..

Ele foi educado na Escola de Gramática Canon Slade, mas nunca completou sua educação, porque aos 14 anos seu talento como cantor foi reconhecido por Herman Darewski, que o contratou para fazer turnês com sua banda de dança.

Quando sua voz mudou pela idade, ele aprendeu a tocar violão e tocou em bandas de dança locais, enquanto trabalhava como vendedor de chapéu para o Departamento de Parques de Bolton e depois como profissional de golfe.

Na sequência, se juntou à orquestra de Oscar Rabin, onde ele tocou com a banda e fez arranjos musicais que eram transmitidos no rádio. Ele recusou uma oferta de Val Parnell para dirigir a London Palladium Orchestra e escolheu, em 1951, para se juntar à BBC Northern Dance Orchestra, como regente.

Alyn Ainsworth alcançou um enorme sucesso com a BBC NDO, que tinha como reputação ser uma das melhores bandas no Reino Unido, apesar da pouca produção realizada em decorrência de ser criterioso e de alto padrão.

Ele renunciou à BBC em 1960 e foi freelancer. Ele foi inscrito pela TV de Granada para substituir Peter Knight como apresentador da Spot the Tune ". Em 1965, ele conduziu a orquestra no Royal Command Performance no London Palladium pela terceira vez.

Também participou por cinco vezes no Eurovision Song Contest, nos anos de 1975, 1976, 1977 para a Bélgica, 1978 e 1990.

Em 1972, na comemoração dos 50 anos de transmissão da BBC, foi o diretor musical do programa de aniversário da BBC. Em 1978, ele forneceu a música para o show LWT Lena e Bonnie e em 1979 Alyn Ainsworth e Sua Orquestra forneceram a música para o show da BBC Lena Zavaroni e Music junto com Alan Roper. 

Fonte: Wikipedia, jun/2017

Para conhecer um dos trabalhos de Alyn Ainsworth, apresentamos o  álbum "Plays Easy Motown", lançado na Inglaterra, em 2003, pela gravadora EMI Records, com o Capitol, constituindo em um tributo as obras significativas da gravadora americana Motown. 

A seleção inclui as seguintes canções:

1. Medley 1:
Standing in the shadows of love;
It's the same old song;
Reach out I'll be there;
I can't help myself;
2. Medley 2:
Reflections;
I'm gonna make you love me;
Ain't no mountain high enough;
3. Im still waiting;
4. Medley 3:
Sir duke;
Superstition;
Living for the city;
Signed, sealed & delivered;
(I'm yours);
5. With you I'm born again;
6. Medley 4;
Dancing in the street;
What becomes of the broken hearted;
The tears of a clown;
I hear a symphony;
My cherie amour;
7. Medley 5:
Stop in the name of love;
Baby love;
Where did our love do;
You can't hurry love;
8. Still water (love);
9. Medley 6:
 You are the sunshine of my life;
  Yester-me, yester-you, yesterday;
  I was mad to love her;
  I just called to say I love you;
  He's misstra know-it-all;
10. Reach out and touch (Somebody's hand).


















Links:

ALYN AINSWORTH